Segunda-feira, 6 de Julho de 2009

Providências

Diário Digital:

Tribunais dão razão às farmacêuticas contra os genéricos
Os tribunais administrativos aprovaram 26 das 31 providências cautelares interpostas pelas farmacêuticas com o objectivo de suspender a entrada no mercado de medicamentos genéricos.

 

Quando é que esta gente das notícias vai perceber o que é uma providência cautelar? Aqui fica mais um tentativa:

O Zezinho está a cozinhar o prato X e está prestes a juntar coentros, mas o Luizinho interpela-o e diz "é com salsa!". A mamã ouve a gritaria e diz "calma aí, que eu vou reler a receita". A quem é que a mamã deu razão?

Resposta: não, ela não deu razão ao Luizinho. Apenas disse, esperem que já vos digo quem tem razão.

Principais Tags:
publicado por Miguel Carvalho às 18:40
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Ricardo S a 7 de Julho de 2009 às 14:25
Antes de mais, bem-vindos de volta. Já sentia a falta dos vossos posts...
Também notei esse erro, tao frequente nos nossos orgaos de comunicaçao social. Haja mais alguém a denunciar estes erros.
Cumprimentos.
De a.m. a 7 de Julho de 2009 às 23:26
De acordo, mas...
A notícia devia dizer 'receberam', não 'aprovaram', nem 'dão razão'.
Mas as providências cautelares, em todo o caso, têm uma decisão liminar, ao contrário de outros processos, podendo nessa apreciação inicial ser recebidas ou rejeitadas.
Donde, se a providência é recebida, temos aí uma primeira decisão favorável - prévia, extrínseca, formal, mas decisão. E favorável, porque podia ser ao contrário.
De todo o modo, a prescindir destes rigores de juristas, é claro que o poste está certo.

Nota marginal: os vossos leitores deploram tão longa ausência no blogue (1-mês-1)!
Não pode ser, tanta a falta que fazeis!
Grande abc.
De Miguel Carvalho a 8 de Julho de 2009 às 11:12
Claro! O que está incorrecto é o "dar razão". É uma decisão favorável as farmacêuticas que pressupõe que essas podem ter razão, mas não lhes dá razão nenhuma.
Eu pensei sugerir títulos alternativos para mostrar como seria simples escrever a verdade. Algo como "tribunais suspendem venda de genéricos" ou "reconhecem que farmacêuticas podem ter razão".

E muito obrigado pelas palavras!
Ab

Comentar post

Autores

Pesquisa no blog

 

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts Recentes

O DN a começar o ano em p...

Os conhecimentos mais bás...

Que nome bué da louco, "h...

Para bom observador, meia...

O Luís Reis Ribeiro preju...

Um título, dois erros

Bomba Atómica: o Dinheiro...

O Público anda com a cabe...

Uma pequena história

Verificar fontes é para i...

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Principais Tags

correio da manhã(13)

desemprego(15)

diário digital(24)

diário económico(9)

dn(82)

economia(65)

estatísticas(22)

expresso(26)

inflação(13)

lusa(15)

matemática(12)

percentagens(26)

público(102)

publico(9)

rigor(9)

rtp(20)

rudolfo(16)

salários(10)

sensacionalismo(135)

sic(11)

todas as tags

Contacto do Blogue

apentefino@sapo.pt

Outros Blogs

subscrever feeds