Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007

PIB não é Poder de Compra

Sob o título, "Poder de compra mantém-se 25% abaixo da média da UE" uma notícia do Diário Digital confunde PIB per capita com poder de compra. O produto interno bruto per capita mede a quantidade de valor produzida dentro de um país por cada habitante em média. O poder de compra dos cidadãos não existe como grandeza económica e de qualquer modo o PIB per capita não é certamente o melhor indicador desse poder por duas razões fundamentais. Primeiro não contabiliza os fluxos financeiros entre países como lucros, remessas de imigrantes, subsídios externos, etc... ou seja se eu tiver um táxi na Suíça, um tio na França que me manda dinheiro ou se receber um subsídio da UE, tenho mais dinheiro do que o que produzi. Segundo não contabiliza as transferências de e para o Estado, como impostos e subsídios. Por pagar IRS, IVA, etc... não posso de maneira nenhuma gastar tudo o recebi de salário/lucro, mas por outro lado posso receber subsídios do Estado que aumentam o meu poder de compra. Só faria sentido associar PIB per capita e poder de compra se estes "detalhes" fossem iguais em todos os países, o que obviamente não acontece.
Eu suponho que o jornalista tenha confundido os dois porque viu a expressão Paridade de Poder de Compra (PPP) algures, e concluiu que se estava a falar de poder de compra. Digo isto porque a certa altura menciona a PPP "de acordo com o critério PPS [sic] (sigla inglesa para Paridade do Poder de Compra), um conceito que exclui o efeito da inflação/país". Ora nem isto está correcto. A PPP toma em conta o nível de preços entre dois países. Se eu ganhar 10 e um espanhol 15, mas eu poder comprar 10 maçãs e ele também, então ele ganha exactamente o mesmo que eu! A inflação é apenas a variação anual do índice de preços, indicando apenas a variação de quanto valem os meus 10 e os 15 dele, e não o seu valor propriamente dito.
publicado por Miguel Carvalho às 11:37
link do post | comentar | favorito

Autores

Pesquisa no blog

 

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts Recentes

O DN a começar o ano em p...

Os conhecimentos mais bás...

Que nome bué da louco, "h...

Para bom observador, meia...

O Luís Reis Ribeiro preju...

Um título, dois erros

Bomba Atómica: o Dinheiro...

O Público anda com a cabe...

Uma pequena história

Verificar fontes é para i...

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Principais Tags

correio da manhã(13)

desemprego(15)

diário digital(24)

diário económico(9)

dn(82)

economia(65)

estatísticas(22)

expresso(26)

inflação(13)

lusa(15)

matemática(12)

percentagens(26)

público(102)

publico(9)

rigor(9)

rtp(20)

rudolfo(16)

salários(10)

sensacionalismo(135)

sic(11)

todas as tags

Contacto do Blogue

apentefino@sapo.pt

Outros Blogs

subscrever feeds