Quinta-feira, 4 de Outubro de 2007

Quebra de 18% nos carros comerciais

Este é um dos títulos da capa de hoje do DN, com o intuito óbvio de chocar e chamar a atenção.
1. Lá dentro a notícia começa com um sensacionalista "As vendas de carros voltaram a cair", dando como exemplo a queda de 2% nos automóveis ligeiros comparando Setembro de 2007 com Setembro de 2006. Ora uma variação de 2% numa variável de fluxo (é contada do zero cada mês) contabilizada em termos mensais, é algo literalmente insignificante. É como comparar a  quantidade de chuva de hoje e a de 4 de Outubro de 2006 e concluir que o clima está  a mudar porque hoje choveu mais.
2. Diz ainda o texto que houve uma antecipação das compras dos comerciais antes de Julho, devido a subidas fiscais! (Aposto que nenhum jornal referiu o enorme aumento das vendas, que deve ter havido em Junho, porque essa notícia não "vende"). Ou seja grande parte das compras que poderiam ter sido feitas nos meses a seguir a Junho foram antecipadas para antes de Julho, e assim não faz sentido comparar nenhum destes meses com o mês homólogo de 2006.
3. Há também a "crise" (expressão do DN) com uma queda de 55% nos pesados,... porque em Setembro de 2006 houve um aumento  de vendas devido à introdução de novos motores! (Aposto também que nenhum jornal referiu na altura este aumento como um excelente sinal do crescimento económico). Mais uma vez não faz sentido comparar valores com Setembro de 2006.
4. Ficamos ainda a saber que o maior fatia de mercado (vendas a particulares) teve um aumento de 4,8%. Claro que isto não podia ser dito assim, por isso o DN decide acrescentar que "muitos recorreram a leasing", sem apresentar dados, nem fontes, nem dizendo se foram mais ou menos do que no passado.
5. Por último afirma que as expectativas não são muito "animadoras" para o sector, porque só se espera um aumento de 0,5% nas vendas. Leu bem, um aumento.

Pior que o sensacionalismo com que são tratados os dados, é o facto do próprio DN não se aperceber que os próprios dados que fornecesse contrariam o tom da notícia.
Principais Tags: , , ,
publicado por Miguel Carvalho às 11:35
link do post | comentar | favorito

Autores

Pesquisa no blog

 

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts Recentes

O DN a começar o ano em p...

Os conhecimentos mais bás...

Que nome bué da louco, "h...

Para bom observador, meia...

O Luís Reis Ribeiro preju...

Um título, dois erros

Bomba Atómica: o Dinheiro...

O Público anda com a cabe...

Uma pequena história

Verificar fontes é para i...

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Principais Tags

correio da manhã(13)

desemprego(15)

diário digital(24)

diário económico(9)

dn(82)

economia(65)

estatísticas(22)

expresso(26)

inflação(13)

lusa(15)

matemática(12)

percentagens(26)

público(102)

publico(9)

rigor(9)

rtp(20)

rudolfo(16)

salários(10)

sensacionalismo(135)

sic(11)

todas as tags

Contacto do Blogue

apentefino@sapo.pt

Outros Blogs

subscrever feeds