Quinta-feira, 1 de Maio de 2008

Preços dos Combustíveis

O Público refere hoje na capa um comparação entre os preços dos combustíveis e o do petróleo Brent, onde é dito que os primeiros subiram menos que o segundo (em termos percentuais) desde o início do ano.

1. A comparação que é feita não faz qualquer sentido - e este é um erro que ultimamente tem enchido aqui o blog - porque o preço do Brent não é o único factor a determinar o preço dos combustíveis. Há os preços de transporte do petróleo, de refinação, da distribuição dos combustíveis, de funcionamento das bombas, de mão-de-obra, impostos não-proporcionais, etc.. etc.. etc.. Isto é, nem seria sequer de esperar que a variação do preço fosse a mesma.

2. A comparação que é feita não faz qualquer sentido porque o petróleo negociado hoje não é o combustível vendido amanhã. O preço negociado não são preços para entregas imediatas, há depois o transporte, há depois a refinação, há depois a distribuição. Não sei qual o tamanho exacto deste hiato temporal (alguns meses provavelmente), mas não será certamente zero. Isto é, deveria comparar-se os preços do combustível com o Brent de há uns meses atrás.

3. Por fim, um enorme disparate, que cheira a intenção política: "Consoante a perspectiva e os números usados, os portugueses têm e não têm razão de queixa, havendo apenas dois pontos sem discussão:(...) segundo, a carga fiscal, sobretudo com o aumento do IVA de 19 para 21 por cento, ajudou muito". Quando o aumento em causa é de 100% no gasóleo e 61% (desde 2000), insistir neste aumento do IVA (eu até me lembro de dois aumentos do IVA, mas a Lurdes Ferreira lá sabe porque será que só um é que conta) que levou a um aumento de 1,7% no preço ao consumidor, é ridículo.
Principais Tags: , ,
publicado por Miguel Carvalho às 17:14
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De zem a 12 de Maio de 2008 às 23:40
Segundo me disse um amigo (funcionário de uma petrolifera francesa), o dito aumento devia notar-se 120 dias depois deste acontecer em bolsa.
De Miguel Carvalho a 13 de Maio de 2008 às 08:22
Obrigado pela informação!
Ou seja os preços do crude em Janeiro deveriam estar a ser reflectidos apenas agora (Maio) nos combustíveis.
De Luis Sousa a 5 de Junho de 2008 às 14:04
E então as descidas? Esta semana o preço do petroleo caíu toda a semana, mas descidas no preço dos combustíveis, nem vê-las, já se estivesse a aumentar, os combustíveis teriam subido umas duas ou três vezes. É caso para dizer : é o pricing, ou lá o que isso seja, mas suspeito que se for ver ao dicionário deve ser qualquer coisa como roubo, estorção, etc!

Comentar post

Autores

Pesquisa no blog

 

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts Recentes

O DN a começar o ano em p...

Os conhecimentos mais bás...

Que nome bué da louco, "h...

Para bom observador, meia...

O Luís Reis Ribeiro preju...

Um título, dois erros

Bomba Atómica: o Dinheiro...

O Público anda com a cabe...

Uma pequena história

Verificar fontes é para i...

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Principais Tags

correio da manhã(13)

desemprego(15)

diário digital(24)

diário económico(9)

dn(82)

economia(65)

estatísticas(22)

expresso(26)

inflação(13)

lusa(15)

matemática(12)

percentagens(26)

público(102)

publico(9)

rigor(9)

rtp(20)

rudolfo(16)

salários(10)

sensacionalismo(135)

sic(11)

todas as tags

Contacto do Blogue

apentefino@sapo.pt

Outros Blogs

subscrever feeds