Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

Comparar extremos não faz sentido

Impostos: Portugal tem décimos IRC e IRS mais altos da UE, diz o DD.

 

A questão é que este ranking não é feito com os impostos médios cobrados. É feito sim com escalão mais alto dentro de cada imposto. Não sei como é o caso do IRC, mas no  IRS apenas uma pequena fracção de portugueses paga 42%. Não faz pois sentido pegar neste valor como representativo para a realidade nacional. É como dizer que os portugueses são mais altos que os suecos, porque o português mais alto  de todos é maior que sueco mais alto.

Se formos analisar o valor médio da taxa fiscal implícita, chegamos à conclusão que só há 4 países com IRS inferior a Portugal! Algo bem longe do que a notícia faz crer.

 

Aproveito o relatório do Eurostat para acabar com outro mito que aparece constantemente na nossa imprensa, na boca de muitos políticos e comentadores, o mito de que os impostos em Espanha são mais baixos do que em Portugal. Pois bem, a carga fiscal em percentagem do PIB - o modo correcto de aferir o peso fiscal - na economia é mais baixa em Portugal! (A diferença é miníma, mas contrária ao mito).

publicado por Miguel Carvalho às 17:31
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De SeaKo a 26 de Junho de 2008 às 19:16
Por acaso, acabei de ver uma peça (presumo que baseada nesse relatório) no jornal de economia na SicNoticias, que revelava que a carga fiscal média (rendimentos, trabalho e consumo) era mais baixa em Portugal que a media da Europa (a 15 ou a 27). O mito popular é o oposto presumo.
De a.m. a 26 de Junho de 2008 às 23:01
Atençao, gralha em "analizar" (é com "s")...
E eu escrevo de Soria (nao tenho "til").
E parabéns pelo blogue, serviço público de qualidade...
De Miguel Carvalho a 27 de Junho de 2008 às 00:28
Muito obrigado pela correcção.
Eu bem precisava de um blogue que apanhasse os meus erros de português.
De Ricardo S a 27 de Junho de 2008 às 20:24
Acabei de ouvir José Alberto Carvalho, no Telejornal da RTP, dizer que um dos sinais da crise era o mercado dos iates de luxo que, apesar de terem aumentado as vendas, aumentam menos que no resto da União Europeia...
Fantástico!
Cumprimentos.
De Pedro Bom a 27 de Junho de 2008 às 21:00
Também ouvi. Aliás, uma das vendedoras de iates entrevistadas negava mesmo a existência de "crise" no sector...

Comentar post

Autores

Pesquisa no blog

 

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts Recentes

O DN a começar o ano em p...

Os conhecimentos mais bás...

Que nome bué da louco, "h...

Para bom observador, meia...

O Luís Reis Ribeiro preju...

Um título, dois erros

Bomba Atómica: o Dinheiro...

O Público anda com a cabe...

Uma pequena história

Verificar fontes é para i...

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Principais Tags

correio da manhã(13)

desemprego(15)

diário digital(24)

diário económico(9)

dn(82)

economia(65)

estatísticas(22)

expresso(26)

inflação(13)

lusa(15)

matemática(12)

percentagens(26)

público(102)

publico(9)

rigor(9)

rtp(20)

rudolfo(16)

salários(10)

sensacionalismo(135)

sic(11)

todas as tags

Contacto do Blogue

apentefino@sapo.pt

Outros Blogs

subscrever feeds