Segunda-feira, 6 de Outubro de 2008

A difícil escolha entre um documento oficial e uma interpretação duvidosa de uma conversa

No dia imediatamente a seguir à publicação de um documento oficial, onde o FMI indica 0,6% como a sua previsão de crescimento para a economia portuguesa em 2009, e a uma declaração ao Público de um responsável do FMI, que diz que a coisa ainda pode ser pior devido às últimas notícias e que "Portugal, em 2009, tem de lutar para ficar em terreno positivo" (repare-se que não chega a haver um número na declaração), o que é que o Público decide escrever na capa?

2009 crescimento zero

Principais Tags: , ,
publicado por Miguel Carvalho às 11:44
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Anónimo a 8 de Outubro de 2008 às 17:53
Bom, e agora que há um documento oficial que aponta para um crescimento de 0,1 por cento (podemos arredondar para zero, não podemos?), fica claro que a "difícil escolha" terá sido, afinal, bem fácil, não?
De Miguel Carvalho a 8 de Outubro de 2008 às 18:27
Não era isso que estava em causa. Obviamente que se sabia que os 0,6% iam baixar. O que está em causa é o Público inventar um número para pôr na capa, optando por deixar de lado um número oficial acabado de sair.


De Miguel Carvalho a 8 de Outubro de 2008 às 18:44
Além de que a posteriori, é sempre fácil apontar o dedo, não é?
De Anónimo a 8 de Outubro de 2008 às 19:00
E não lhe passa pela cabeça que os jornalistas podem ter informação suficientemente segura para anteciparem o documento que vai ser divulgado na próxima semana? E que, entre o documento do dia, já tornado público, e o da semana seguinte, este último é naturalmente mais importante, porque mais actual e mais "classificado"?
Não se trata de acertar no Totobola à segunda-feira... A sua crítica é que pareceu um pouco prematura e exagerada, como o anúncio da morte do outro...
De Miguel Carvalho a 8 de Outubro de 2008 às 19:20
Ah, claro que sim! E eu vi outros media a dizer isso mesmo, que havia informações informais. E obviamente que o documento mais recente seria mais importante.
Agora quem lê o Público, apenas encontra aquela frase misteriosa, que pouco diz! A capa do Público não estava portanto minimamente fundamentada no texto. Este é que é o meu ponto.

E não a minha crítica não é prematura. Primeiro apontar o dedo depois, é muito fácil. Segundo, no dia 4 se eu tivesse que apostar entre 0,6% e 0% teria apostado no 0%. Repito, o que está em causa é falta de fundamentação da capa do Público.
De Carlos Martins a 8 de Outubro de 2008 às 22:51
E que tal a noticia do Jornal de Negócios (online):
Jean-Claude Trichet afirma
Não há "sinais particulares" de que sejam precisos mais cortes dos juros

E a versão Bloomberg (online):
ECB's Trichet Can't Rule Out Further Interest Rate Cuts
(Jean-Claude Tricjet não exclui a hipotese de mais cortes nos juros)

Comentar post

Autores

Pesquisa no blog

 

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts Recentes

O DN a começar o ano em p...

Os conhecimentos mais bás...

Que nome bué da louco, "h...

Para bom observador, meia...

O Luís Reis Ribeiro preju...

Um título, dois erros

Bomba Atómica: o Dinheiro...

O Público anda com a cabe...

Uma pequena história

Verificar fontes é para i...

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Principais Tags

correio da manhã(13)

desemprego(15)

diário digital(24)

diário económico(9)

dn(82)

economia(65)

estatísticas(22)

expresso(26)

inflação(13)

lusa(15)

matemática(12)

percentagens(26)

público(102)

publico(9)

rigor(9)

rtp(20)

rudolfo(16)

salários(10)

sensacionalismo(135)

sic(11)

todas as tags

Contacto do Blogue

apentefino@sapo.pt

Outros Blogs

subscrever feeds