Sábado, 25 de Outubro de 2008

José Sócrates estilo Pente Fino

 

Desculpem mas não posso deixar de transcrever parte da entrevista do Primeiro Ministro José Sócrates hoje no DN, em que se discute a evolução do défice público em Portugal.

 

Qualquer semelhança com o "tom" do Pente Fino é pura coincidência:

 

Sócrates: (...) Tínhamos nas nossas contas, e no nosso plano, que em 2009 pudéssemos atingir um défice de 1,5%. E prevíamos isso quando entregámos o nosso programa a Bruxelas para os próximos quatro anos.

Jornalista: Vai subir para 2,2%.

Sócrates: Não, não vai subir para 2,2%. Vai manter-se em 2,2%. Há formas de dizer as coisas que fazem toda a diferença!

Jornalista: Estamos a dizer o mesmo.

Sócrates: Pois, pois... vocês são jornalistas e sabem perfeitamente que às vezes uma palavrinha muda tudo.

Jornalista: Mas estamos a dizer o mesmo: havia um objectivo mais baixo (1,5%) e agora aponta-se para um objectivo mais alto (nota do jornalista: "2,2%, igual ao de 2008").

Sócrates: É verdade, mas o défice não sobe! Mantém-se nos 2,2%.

Jornalista: Pronto, não baixa. (...)

 

 

Obrigado José Sócrates.

 

 

Nota: Vá, desatem lá a chamar-me pró-Governo -- revelando não perceber o que é o Pente Fino nem este post -- a ver se eu me ralo.

 

Principais Tags: ,
publicado por Carlos Lourenço às 13:01
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De jfr a 25 de Outubro de 2008 às 18:13
Não me interessa se é pró-governo, ou não. Leio-o com o mesmo interesse, num caso ou noutro. Mas, discordo da observação do 1º Ministro. De facto, o jornalista tem toda a razão. É que Sócrates referiu-se à previsão ( ... atingir um défice de 1,5%. E prevíamos isso ...). Logo, a previsão vai subir (quando o Orçamento for aprovado), para 2,2%.

Quem pretende a palavrinha que muda tudo é José Sócrates. E o Pente-Fino desta vez não catou o essencial. Só viu a lêndea e esqueceu o piolho.

Cumprimentos
José Rocha
De Carlos Lourenço a 27 de Outubro de 2008 às 09:50
A minha leitura é que, subindo a previsão, como notou e bem, o défice não sobe.

Pretendi apenas, como já aqui no blog tinha sido feito, demonstrar a diferença entre comparar previsões e a realidade. Às vezes cai-se nessa tentaçao quando a previsão é melhor que a realidade e se está do lado da realidade. Outras vezes quando a realidade é pior que a previsão (o défice não baixa).

Em ambos os casos, há disparate.
De jfr a 27 de Outubro de 2008 às 13:11
Estou de acordo com o que refere quanto ao erro de comparar previsões com realidade. Por isso, comparando a previsão inicial do défice, com a que é agora definida no Orçamento, a verdade é que essa previsão sobe. Logo, o jornalista tem razão.
Obrigado pela sua resposta
De Carlos Lourenço a 27 de Outubro de 2008 às 17:05
Caro jfr,

Não, o jornalista não tem razão. Simplesmente porque a discussão era sobre o défice, e não sobre a previsão em relação ao défice. A provar isso mesmo, e para que não se insista mais nesta questão, está a forma como o jornalista acaba por concordar: "Pronto, não baixa".
De jfr a 28 de Outubro de 2008 às 01:05
Por mim este assunto acaba aqui. Mas, insisto, o jornalista estava a falar de previsões. Bastará ler as palavras do jornalista: "...havia um objectivo mais baixo (1,5%) e agora aponta-se para um objectivo mais alto (nota do jornalista: "2,2%, igual ao de 2008")". Ou seja, compara dois objectivos. Quanto à frase final (Pronto, não baixa...) é uma forma educada de, perante a teimosia, sem razão, de Sócrates, acabar com a conversa.

Cumprimentos
De manuel a 25 de Outubro de 2008 às 22:44
como se não tivéssemos já percebido.
De SF a 26 de Outubro de 2008 às 12:27
Mas não é a mesma habilidade usada por Sócrates, noutro ponto da entrevista, quando diz que reduziu o défice de 6,8 para 2,2? Os 6,8 também resultaram de uma previsão feita pelo BP, não?
De Miguel Carvalho a 26 de Outubro de 2008 às 14:23
Caro SF,

esse disparate do PM também já por aqui foi catado:

http://apentefino.blogs.sapo.pt/54387.html
De Mário Calado Pedro a 29 de Outubro de 2008 às 09:46
Tenho o (bom) hábito de não ler os comentários nos blogues que sigo atentamente, até porque uso o google reader e não me dá jeito vir ler os comentário. Mas como percebo pela nota que as caixas de comentários devem fervilhar de gente tonta, gostava de voltar a sublinhar a importância, a ousadia, a pertinência e a utilidade do vosso trabalho. E agradecer-vos. Não espero que estejam sempre certos, nem espero que não se deixem por vezes enredar na retórica intricada da política, mas espero que tentem sempre fazer o melhor que consigam. O jornalismo tal como existe hoje, está à solta e necessita de muitos instrumentos de compensação e correcção, dos quais este blogue é um dos poucos. Trabalhar a favor da inteligência é sempre meritório. Da mesma forma, gostava de pedir para não darem importância a este meu comentário elogioso, da mesma maneira que não devem dar qualquer importância aos comentários tontos que todo o blogue/site com relevância tem direito. Continuação de bom trabalho!

Comentar post

Autores

Pesquisa no blog

 

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts Recentes

O DN a começar o ano em p...

Os conhecimentos mais bás...

Que nome bué da louco, "h...

Para bom observador, meia...

O Luís Reis Ribeiro preju...

Um título, dois erros

Bomba Atómica: o Dinheiro...

O Público anda com a cabe...

Uma pequena história

Verificar fontes é para i...

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Principais Tags

correio da manhã(13)

desemprego(15)

diário digital(24)

diário económico(9)

dn(82)

economia(65)

estatísticas(22)

expresso(26)

inflação(13)

lusa(15)

matemática(12)

percentagens(26)

público(102)

publico(9)

rigor(9)

rtp(20)

rudolfo(16)

salários(10)

sensacionalismo(135)

sic(11)

todas as tags

Contacto do Blogue

apentefino@sapo.pt

Outros Blogs

subscrever feeds