Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

Público, esse jornal de referência

As faltas dos alunos do ensino básico e secundário vão deixar de ter consequências.

Assim mesmo.
Sem mas nem meio mas.
No topo da capa de hoje.
Lá dentro já se lê no texto de Filomena Fontes e Margarida Gomes que afinal...

...deixam de ter consequências, a não ser a realização de uma ou várias provas de recuperação para os estudantes que excedam os limites de faltas definidos por lei.

Será que existe algum aluno do ensino básico ou secundário que ache que um exame extra é o mesmo que nada?

Nota: Como sempre não estou a defender a medida, apenas a notar a vergonhosa ausência de rigor do Público
publicado por Miguel Carvalho às 12:38
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Pedro GH a 26 de Outubro de 2007 às 14:59
Desculpe, mas você é que não percebeu bem a medida, a não ser que considere que fazer um exame ao qual não traz consigo qualquer consequência, seja algo mais que uma forma fantástica de alterar as futuras estatisticas relativas ao abandono escolar.
.. ou se calhar preferia "As faltas dos alunos do ensino Básico e Secundário obrigam o aluno a fazer um exame"?
De Pedro GH a 26 de Outubro de 2007 às 15:01
Desculpe, mas você é que não percebeu bem a medida, a não ser que considere que fazer um exame ao qual não traz consigo qualquer consequência, seja algo mais que uma forma fantástica de alterar as futuras estatísticas relativas ao abandono escolar... ou se calhar preferia "As faltas dos alunos do ensino Básico e Secundário obrigam o aluno a fazer um exame"?
De Pedro GH a 26 de Outubro de 2007 às 15:02
Desculpe, mas você é que não percebeu bem a medida, a não ser que considere que fazer um exame ao qual não traz consigo qualquer consequência, seja algo mais que uma forma fantástica de alterar as futuras estatísticas relativas ao abandono escolar... ou se calhar preferia "As faltas dos alunos do ensino Básico e Secundário obrigam o aluno a fazer um exame"?
De antónio gomes a 28 de Outubro de 2007 às 01:32
O Publico é um jornal de referência seriissimo!
Não faz primeira páginas mentirosas para vender.
Ouve sempre o contraditório designadamente se se trata do governo.

O maior exemplo de tudo isto é o Sr.Dr. José Manuel Fernandes!

Único óbice : O patrão desde que não OPOU. E continua a não opar. Nem com AGARLAX.
E isto esrtá a dar-lhe um péssimo feitio!

Comentar post

Autores

Pesquisa no blog

 

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts Recentes

O DN a começar o ano em p...

Os conhecimentos mais bás...

Que nome bué da louco, "h...

Para bom observador, meia...

O Luís Reis Ribeiro preju...

Um título, dois erros

Bomba Atómica: o Dinheiro...

O Público anda com a cabe...

Uma pequena história

Verificar fontes é para i...

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Principais Tags

correio da manhã(13)

desemprego(15)

diário digital(24)

diário económico(9)

dn(82)

economia(65)

estatísticas(22)

expresso(26)

inflação(13)

lusa(15)

matemática(12)

percentagens(26)

público(102)

publico(9)

rigor(9)

rtp(20)

rudolfo(16)

salários(10)

sensacionalismo(135)

sic(11)

todas as tags

Contacto do Blogue

apentefino@sapo.pt

Outros Blogs

subscrever feeds