Segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2009

O que sai também pode entrar II (editado)

O Destak também entra na moda de confundir entradas (ou saídas) com o saldo de entradas e saídas no mercado de trabalho, neste caso no grupo dos desempregados. Na capa hoje em grande 225 novos desempregados por dia. Segundo "contas" do Destak houve 7000 trabalhadores que foram despedidas em Janeiro. Ora aqui ficam dois exercícios muito avançados de matemática:

 

1) Houve 10 pessoas despedidas e nenhuma contratada. Quantos desempregados novos há? Resposta:  10

2) Houve 10 pessoas despedidas e 4 contratadas. Quantos desempregados novos há? Resposta: 6

(Se pertence ao corpo editorial do Destak e ainda não percebeu esta resposta, envie um e-mail que nós explicamos mais devagarinho).

 

Para não beliscar a fama dos jornais gratuitos, o disparate ainda aumenta lá para dentro:

Ao longo dos 31 dias de Janeiro deste ano, 7 mil trabalhadores foram despedidos ou viram os seus postos de trabalho ameaçados*... Então mas, chamar na capa e em letras garrafais  "desempregado" a uma pessoa que não foi despedida não será, digamos, uma impostura? Se calhar sou só eu...

 

* Mais tarde notei que esta frase também consta da capa, em letras pequenas. De qualquer modo isso não invalida a minha crítica

Principais Tags: , ,
publicado por Miguel Carvalho às 20:21
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 3 de Fevereiro de 2009 às 12:49
Não faço parte do corpo editorial do Destak, mas queria pedir para explicar um pouco mais devagarinho como é que o que é dito neste post bate certo com o primeiro post "O que sai também pode entrar". É que "novos desempregados" pode ser o mesmo que "pessoas que perderam o emprego" e a formula de cálculo por vocês recomendada é exactamente a inversa nos dois casos.
De Miguel Carvalho a 3 de Fevereiro de 2009 às 15:22
Os exemplos que deixei de facto não eram os mais claros (porque havia ali demasiados "cincos" e "dezes"), já os alterei.

Claro que "novos desempregados" tem duas interpretações possíveis, tanto podem ser A) "trabalhadores que passaram a desempregados", como B) o "aumento do número de desempregados". Só a escolha de uma expressão dúbia na capa, já é por si só criticável - especialmente porque a interpretação falsa é a mais sensacionalista. Bastaria ter escrito "225 trabalhadores demitidos por dia" e a minha primeira crítica no post, deixaria de fazer sentido... mas o Destak não o escreveu assim.

Agora, quando se lê o corpo da notícia, fica claro que era a segunda interpretação (a que eu fiz quando li a notícia e quando escrevi o post) que o Destak tinha em mente:
"estes sete mil novos desempregados representam um agravamento da taxa de desemprego em relação a Dezembro de 2008,mês com mais 6140 inscritos nos Centros de Emprego do que o verificado em Novembro do mesmo ano."
Aqui não há dúvida possível, porque os 7000 são comparados com os 6140 que são um saldo.


Quanto ao outro post, ele não é de forma alguma comparável. Lá a expressão não é dúbia sequer. "Quarenta milhões podem perder emprego" só tem uma interpretação possível, a A.

Comentar post

Autores

Pesquisa no blog

 

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts Recentes

O DN a começar o ano em p...

Os conhecimentos mais bás...

Que nome bué da louco, "h...

Para bom observador, meia...

O Luís Reis Ribeiro preju...

Um título, dois erros

Bomba Atómica: o Dinheiro...

O Público anda com a cabe...

Uma pequena história

Verificar fontes é para i...

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Principais Tags

correio da manhã(13)

desemprego(15)

diário digital(24)

diário económico(9)

dn(82)

economia(65)

estatísticas(22)

expresso(26)

inflação(13)

lusa(15)

matemática(12)

percentagens(26)

público(102)

publico(9)

rigor(9)

rtp(20)

rudolfo(16)

salários(10)

sensacionalismo(135)

sic(11)

todas as tags

Contacto do Blogue

apentefino@sapo.pt

Outros Blogs

subscrever feeds