Segunda-feira, 6 de Abril de 2009

A troca (inocente) de um artigo indefinido por um artigo definido.

Palavras do ex-procurador Souto Moura: "O pior que pode acontecer a um PGR é ter "um processo contra o primeiro-ministro do seu País"

Notícia da TVI24: "O ex-procurador Souto Moura diz que o processo Freeport é contra José Sócrates".

 

Nota: Na edição da meia-noite, a "subtileza" foi retirada

Principais Tags:
publicado por Oscar Carvalho às 20:05
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009

Uma vez TVI, sempre TVI

Eu muito raramente sigo a informação na TVI. Para lá das razões óbvias, há o problema do dia só ter 24 horas, o que não me dá tempo suficiente para escrever todos os posts que a TVI mereceria. Mas depois do entusiasmo de José Eduardo Moniz na entrevista ao Público de ontem sobre a recém-nascida TVI24, dei à TVI uma nova oportunidade.

Como não estou em casa, apenas vi a página online, onde a secção Economia tem como destaque:

 

Portugueses estão a trabalhar cada vez mais.

Produtividade cresceu 1,2% entre 2000 e 2006

 

Parece inacreditável, mas a TVI24 não percebe que uma coisa nada tem a ver com a outra.

 

Zé Eduardo amigo, aqui que ninguém nos ouve, eu explico:

O Afonso e o Bruno produzem trigo. O Afonso faz tudo à mão e o Bruno tem equipamento. O Afonso trabalha 10h em média, o Bruno apenas 6h. O Afonso produz 10 toneladas mas o Bruno com toda a mecanização produz 12. O Bruno tem uma produtividade maior (2 ton/h em vez de 1ton/h) mas quem é que trabalha mais?

(Resposta certa: o Afonso)

 

Por curiosidade, o relatório do INE informa que o total de horas trabalhadas no país têm vindo a diminuir constantemente desde 2002 (até 2006, o último ano em que há dados). Em termos individuais, a queda não é constante, mas há uma queda.

publicado por Miguel Carvalho às 16:22
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 18 de Novembro de 2008

Do baú

Ao arrumar os ficheiros no computador dei de caras com um e-mail enviado à TVI no final de Julho do ano passado, ou seja pouco antes deste blogue ter sido iniciado. Como era de esperar não obtive qualquer resposta ao disparate que então tinha catado, tal como não tinha obtido nas outras ocasiões em que escrevi a um órgão de comunicação social.

Foi em parte por sentir que estes e-mails caiam sempre em saco roto, que propus o blogue aos meus co-autores. Escusado será dizer que os jornalistas passaram a dar uma maior atenção às catadelas. E aqui fica um "viva!" à blogosfera.

 

O e-mail não tem hoje qualquer interesse, fica apenas como mais um registo do desmazelo com que se fazem notícias transmitidas em prime time.


Os órgãos de comunicação têm um papel fundamental na democracia, mas também têm que ter muito cuidado com o poder que possuem. Uma "mentira" dita num jornal da TVI será ouvida por milhões de pessoas, e nunca será desfeita.
Na semana passada numa peça sobre o preço dos medicamentos genéricos em Portugal foi dito, tanto pelos pivots como pelo jornalista da reportagem, que Portugal teria os medicamentos mais caros da Europa. Para chegar a tal conclusão (dada como mais do que segura pelo jornalista) a reportagem referia-se a um gráfico que tinha sido apresentado num estudo, onde se via que Portugal era o único país da Europa onde o peso dos genéricos medido em Euros era maior do que medido em volume de vendas. Um exemplo muito simples para contrariar o raciocínio do jornalista:

Portugal:
medicamento A : preço 10 vendas 10 - genérico A : preço 8 vendas 10
medicamento B : preço 2 vendas 20 - genérico B : preço 1 vendas 1
Peso dos genéricos em EUROS : 37% em volume de vendas : 27%


Espanha:
medicamento A : preço 10 vendas 20 - genérico A : preço 9 vendas 1
medicamento B : preço 2 vendas 10 - genérico B : preço 2 vendas 10
Peso dos genéricos em EUROS : 12% em volume de vendas : 27%

É óbvio que Portugal tem os preços mais baixos, mas o jornalista da TVI teria tirado a conclusão contrária.

Principais Tags: , ,
publicado por Miguel Carvalho às 18:52
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Maio de 2008

Barómetro TVI

Hoje, no Jornal Nacional da TVI,  Manuela Moura Guedes inaugurou um "Barómetro Semanal" para avaliar a popularidade dos dirigentes políticos. Não é uma sondagem, talvez por isso não se tenha sentido obrigada a apresentar uma ficha técnica.

Na ausência de informação sobre a amostra, permito-me conjecturar que a Dona Manuela, tenha perguntado ao marido e à empregada da limpeza, qual a opinião que têm sobre o desempenho semanal dos políticos, e depois, ela própria, faz umas trabalhosas percentagens.

Claro que o valor desta brincadeira é ZERO!

Principais Tags:
publicado por Oscar Carvalho às 21:37
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 25 de Março de 2008

Sem comentários.

No noticiário de hoje à hora do almoço passa em rodapé: "Polo Norte vai desaparecer no ano 2015".

E depois diz o locutor: Devido ao aquecimento global, o Polo Norte vai derreter no ano 2015"

Principais Tags: ,
publicado por Oscar Carvalho às 18:59
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007

Jornalismo de merda

Desculpem, mas não aguentei o palavrão.
Quase todos os meios de comunicação repetiram a mentira que nem uns carneirinhos, sem se darem ao trabalho de verificar a informação. TVI, Correio da Manhã, SIC, Record e TSF, pelo que pude ver no Google News.
Mas o meu maior escárnio vai para a imprensa dita económica, que deveria saber o mínimo dos mínimos: Agência Financeira, Portugal Diário, Jornal de Negócios, Diário Económico. Todos repetem a mesma mentira.
Uma vergonha de jornalismo.

Os meus enormes parabéns à LUSA, ao DN e ao Público (versão papel) por terem escrito a verdade.

Adenda: Não só mentem em relação a estes dados, como muitos (como o CM) referem que o PIB per capita "voltou a descer". Outra mentira! De 2004 para 2005 também subiu.

Adenda: O prémio do meio de comunicação mais imaginativo vai para a Agência Financeira. Os números do relatório em causa são todos em percentagem da média da UE. Ou seja, toma-se o valor médio do PIB per capita em PPP naquele ano como o valor de referência 100, e os outros são dados em comparação com o 100. Portugal, por exemplo, tem 75. Apesar de os valores se referir a esse valor fixo 100, aparentemente a Agência Financeira ainda consegue inventar aí uma tendência (deve ser do 100 para o 100) e escreve no título "Poder de compra dos portugueses cai e contraria tendência europeia".
(Admito que se possam estar a referer a outra tendência, porque não são claros, e não explicitam essa afirmação no texto).
 
Adenda: acabei de rever a peça da RTP. Além de vários pequenos erros, parece confundir os valores da percentagem face à média europeia com a sua variação (refere alguns países que estão agora melhor, citando para tal de seguida os seus valores... mas os valores não indicam variação). E mais uma vez se comprova que os jornalistas se seguem uns aos outros que nem uns carneirinhos: a reportagem volta a referir (como o DD) que os cálculos "deixaram a inflação de fora". Como já escrevi, é o nível de preços que é contornado, e não a inflação. Além disso, por definição, os valores do PIB dados pelo Eurostat são dados em paridades de poder de compra, não é novidade nenhuma!


(Post com várias alterações)
publicado por Miguel Carvalho às 20:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 11 de Outubro de 2007

Estagnar... a crescer

Dicionário Texto Editora
Estagnar:
impedir que um líquido corra; fazer estancar; não circular; perder a fluidez; paralisar;  ficar inerte; conservar-se.

O Telejornal da TVI abriu hoje com um bombástico "o FMI prevê uma estagnação da economia portuguesa em 2008". Pouco depois, "o FMI revê em baixa o crescimento económico em Portugal para 1.8%".
Textualmente pode não ter sido exactamente isto, mas cá fica a notícia online para não haver dúvidas: "FMI prevê estagnação da economia portuguesa (...) Em vez de dois por cento, o Produto Interno Bruto deverá crescer 1,8 por cento. É o mesmo que este ano, ou seja, a economia nacional vai estagnar."

Como é que é, como é que é?
Vai estagnar enquanto cresce?
Ou será que cresce estagnada?
Estou confuso.
A TVI na China, num ano em que a economia em vez de 9% crescesse 8%, diria "2008 vai ser um ano de crise", não?



Adenda: O Público também se esforçou no tamanho do dislate, mas não previu tamanha desfaçatez da TVI, e acabou por ficar em segundo. O Jornal da Impresa diz que "FMI prevê travagem da retoma portuguesa em 2008" e mais à frente "a taxa de crescimento não ultrapasse os 1,8 por cento, precisamente o mesmo valor que é estimado para 2007".
Fisicamente uma travagem é um variação negativa do grau de variação de uma dada variável, ou seja a segunda derivada em relação ao tempo. Em português, uma travagem é uma diminuição da velocidade. Em linguagem do povo "oh seu guarda, eu ia a 180, quando vi o radar. Foi então que travei até aos 180".
Pois.
publicado por Miguel Carvalho às 20:50
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Autores

Pesquisa no blog

 

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts Recentes

A troca (inocente) de um ...

Uma vez TVI, sempre TVI

Do baú

Barómetro TVI

Sem comentários.

Jornalismo de merda

Estagnar... a crescer

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Principais Tags

correio da manhã(13)

desemprego(15)

diário digital(24)

diário económico(9)

dn(82)

economia(65)

estatísticas(22)

expresso(26)

inflação(13)

lusa(15)

matemática(12)

percentagens(26)

público(102)

publico(9)

rigor(9)

rtp(20)

rudolfo(16)

salários(10)

sensacionalismo(135)

sic(11)

todas as tags

Contacto do Blogue

apentefino@sapo.pt

Outros Blogs

subscrever feeds