Sexta-feira, 18 de Julho de 2008

A velha confusão de sempre... propositada?

Há dois aspectos negativos no actual crescimento económico português. A taxa de crescimento (se quisermos o crescimento do produto potencial,ou o crescimento de longo prazo) e a variação da taxa de crescimento (a chamada aceleração ou o abrandamento da economia, ou a variação da variação do PIB). Para que o pessoal do Público perceba, vou sublinhar com cores diferentes. Ambos têm neste momento comportamentos que deixam a desejar. A taxa é pouco mais de 1%, e ela vai decrescer em relação a 2007.

 

O Público confunde hoje as duas coisas no seu principal título, inventando uma suposta contradição entre o que o Governo e o FMI dizem. O que o Governo tem dito é que o crescimento este ano vai ser mais baixo do que no ano passado (variação da taxa) devido a factores externos. E o que o FMI diz é que a taxa é baixa devido a factores internos.

 

Embora o próprio texto do Público misture as duas coisas várias vezes, a variação da taxa é claramente referida: "O FMI afasta, deste modo, a tese que tem vindo a ser defendida, nomeadamente pelo Governo, de que o abrandamento económico apenas é provocado pela conjuntura internacional".

 

O que diz então o FMI sobre a variação da taxa? "Growth will likely slow in 2008 to about 1¼ percent, and to about 1 percent in 2009, driven by weaker partner country growth, the international financial turbulence, and higher commodity prices".

Três causas do abrandamento:

1. Parceiros, logo externo

2. Finanças internacionais, logo externo

3. Preços das matérias primas, logo externo.

 

Externo, externo, externo.

 

Bolas! O FMI bem poderia ter falado com o Sérgio Aníbal de antemão para saber o que o Público queria ter na capa de hoje.

 

Dito de um modo mais "em economês", o FMI fala de problemas estruturais, o Público pega neles para justificar abrandamentos conjunturais.

 

Nota habitual: não estou a querer afirmar que o Governo tem ou deixa de ter razão. Apenas que a contradição, que o Público inventa, não existe.

Principais Tags: , ,
publicado por Miguel Carvalho às 16:19
link | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


Autores

Pesquisa no blog

 

Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts Recentes

O DN a começar o ano em p...

Os conhecimentos mais bás...

Que nome bué da louco, "h...

Para bom observador, meia...

O Luís Reis Ribeiro preju...

Um título, dois erros

Bomba Atómica: o Dinheiro...

O Público anda com a cabe...

Uma pequena história

Verificar fontes é para i...

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Principais Tags

correio da manhã(13)

desemprego(15)

diário digital(24)

diário económico(9)

dn(82)

economia(65)

estatísticas(22)

expresso(26)

inflação(13)

lusa(15)

matemática(12)

percentagens(26)

público(102)

publico(9)

rigor(9)

rtp(20)

rudolfo(16)

salários(10)

sensacionalismo(135)

sic(11)

todas as tags

Contacto do Blogue

apentefino@sapo.pt

Outros Blogs

subscrever feeds